5 de novembro de 2013

Chapeuzinho Vermelho, uma história para adultos...


Quem aqui já ouviu falar na história da chapeuzinho vermelho? quem quando criança não gostava de historinhas divertidas? Pois bem, eu vou contar hoje uma historinha picante para animar esse dia tão lindo.

Era uma vez uma menina doce, meiga, gostosa pra caralho, boazuda demais, de deixar o cara louco, enfim, uma menina doce e cobiçada por todos do vilarejo onde vivia. Ela se chamava Chapeuzinho vermelho, era chamada assim, pois usava sempre uma capa e chapéu de cor vermelha.
Um dia sua mãe fez alguns doces, colocou na cestinha dela e blá blá blá...

Esta história que vou contar agora tem um roteiro um pouco diferente. Esta doce menina não era tão doce assim, ela era uma safadinha sem igual. Seu vestido era curtíssimo, aparecia sua bunda, que por sinal era uma bunda muito gostosa. Ela tinha uma pele clarinha, toda rosadinha e para completar usava um cinta liga branca. Tinha peitos avantajados e cara de boneca. Ela usava destes artifícios para chamar atenção onde passava.
Numa tarde nublada ela passara por um carpinteiro em uma estradinha do bosque. O moço olhou para ela e disse:
-Menina, este caminho é muito perigoso para uma moça tão indefesa quanto você.
E ela disse fazendo cara de safada:
-Está afim de uma virgem louquinha?

O carpinteiro apavorado e já de pau duro pegou a safadinha e comeu ali mesmo, atrás das árvores, obviamente ela não era virgem e só falou aquilo para provoca-lo. Ela estava ali apenas com a calcinha abaixada, fodida e satisfeita mandou o coitado embora e continuou seu caminho.
Chapeuzinho cantarolando, faceira, segue seu caminho, rebolando e se exibindo.
Encontra com um lobo pela estrada. O lobo olha para ela com uma cara de espantado e diz:
– Você não tem medo de eu te comer?
A safada chapeuzinho abre um largo sorriso safado e diz toda animada:
– Sério?
O lobo com olhar de desprezo balança a cabeça negativamente e diz:
– Sua safada, eu estava me referindo a te devorar...
– Não se fazem mais tarados na floresta como antigamente – reclama a garota.
Ela segue triste por seu caminho até a casa de sua vó. Quando chegou na casa da velhinha viu que a mesma não estava. Preocupa foi falar com um caçador que passava.
-Seu caçador, minha vovó sumiu e preciso que me ajude a procura-la aqui dentro da casa.
O caçador, ao ver aquela belezura em sua frente não pensou duas vezes. Chapeuzinho ficou de quatro no chão e dando uma olhadinha para trás falou:
-Só estou vendo se ela está embaixo da cama!
O caçador já excitado com a cena se abaixou e pegou ela pela cintura esfregando seu órgão nas nádegas dela. Ele arrastou a calcinha dela para o lado, chapeuzinho toda molhada começa a gemer e rebolar. Ele enfia um dedo dentro dela e ela geme mais e mais e fala:
-Me come por favor seu desgraçado!
Ele então tira seu pênis para fora e a penetra sem parar, até sentir seu corpo estremecer de tesão e então ele ejacula no corpo dela. Os dois levantam, e chapeuzinho abre a porta fazendo sinal para que o caçador vá embora. Ele sai sem entender muito o que acontecera.

Chapeuzinho então retorna para a casa fodida e satisfeita, como se fosse um dia comum, pois a vida dela é se satisfazer...